29 jan 2019        Cultura, História da Moda

A História da Marca de Luxo Hermès

Logo atual da marca de luxo Hermès. O nome se pronuncia corretamente: “êrmes”, se pronuncia o “s”, por ser nome próprio, aprendizados da aula do grande mestre João Braga, História da Moda – FAAP.

Hermès é uma das marcas mais desejadas do mundo da moda, quando pensamos em exclusividade e luxo a sua história e tradição nos proporciona a origem dos acessórios especiais em couro. A marca possui uma identidade que une tradição, inovação, elegância e sobriedade em suas coleções.

Thierry Hermès por um fotógrafo não identificado no século XIX, foto domínio público.

Nasceu em 1801, em Krefeld, Alemanha, filho de um pai imigrante francês, e de uma alemã, o menino Thierry Hermès. A família decide se mudar para França, vinte e sete anos depois, se estabelecem em Paunt Audemar, ao norte de Paris, local onde Thierry aprende técnicas de fabricação de couro e passa a fazer couraças. Como confirma o slogan “Os melhores presentes vem em uma caixa laranja”, a marca francesa representa o que há de melhor no mercado do luxo.

Em 1837 Thierry Hermès, abriu uma pequena oficina em Paris no bairro Grands Boulevards, sua loja servia a aristocracia da época, a oficina também produzia arneses de ferro forjado e freios para comércio de carruagens, ganhando medalhas em importantes exposições em Paris, ficando reconhecida pelo seu trabalho com inúmeros outros prêmios.

A Liberdade Guiando o Povo, quadro no qual Delacroix mostra a revolta da população parisiense, que, mobilizada pelas idéias liberais, em 1830, sai às ruas para pôr fim ao absolutismo.

Poucos anos antes, a burguesia francesa, derrubou o trono do rei Carlos X, movimento que ficou conhecido como a Revolução de 1830 e retorna ao país os ideias liberais que impulsionaram a Revolução Francesa, quarenta anos antes, a paz retorna a França e os ideais se espalham para outros países da Europa. A Era Vitoriana estreava na Inglaterra com a Rainha Vitória, durando até 1901.

Endereço 24 Rue du Faubourg Saint-Honore em Paris, da primeira loja Hermès. Edifício de seis pavimentos no qual abriga não apenas dois andares com os artigos de luxo da marca, mas também os escritórios, as oficinas de design e um museu particular.

Thierry Hermès falece em 1878, aos setenta e sete anos, assumindo seu filho, Charles-Emile Hermès, a gestão da oficina do pai e se muda para um local diferente, na 24 Rue du Faubourg Saint-Honore, onde a loja permanece até hoje. O herdeiro traz uma nova forma de negócios, apesar de ter continuado com a manufatura de itens de montaria, se concentrando nas vendas de varejo internacionais com linhas para a Europa, Rússia, África do Sul, Ásia e América.

Panfleto dos produtos da marca na época dos Irmãos Hermès.
Hoje você ainda pode encomendar, sob medida, uma sela da marca, feita artesanalmente com couros de qualidade.

Charles-Emile se aposenta em 1902, deixando o negócio para seus filhos Adolphe e Emile-Maurice, os irmãos Hermès começam a fornecer selas ao czar da Rússia, com isso eles conquistam o direito exclusivo sobre o uso do zíper em artigos de couro e roupas, tornando-se a primeira marca no país a apresentar esse aparato.

A partir de 1914, com o advento do automóvel, os irmãos Hermès após uma viagem para os Estados Unidos, constataram que as pessoas estavam viajando muito mais devido a maior facilidade, foi ali que vislumbraram a oportunidade de desenvolverem uma linha de malas exclusivas.

O primeiro casaco de couro com um zíper foi produzido pela marca, para o Príncipe de Gales Edward em 1918. O zíper ficou conhecido por toda a França como fermeture Hermès, o fecho da Hermès. Em 1919 Adolphe Hermès, vende a sua parte da empresa para seu irmão.

Um modelo da bolsa ‘Haut a Courroies’ de 1950.

Emile-Maurice agora único a comandar a empresa herdada pelo seu avô criou em 1922, uma versão menor da bolsa ‘Haut a Courroies’, para sua esposa que se lamentava de não encontrar um modelo que lhe agradasse, a versão maior desse modelo foi criado em 1900 pelo seu pai, cuja função era permitir que os montadores carregassem suas selas.

A icônica caixa laranja que tornou a cor símbolo da marca e objeto de desejo pelos consumidores ao redor do mundo.

Com a explosão da segunda guerra mundial o estoque da embalagem de cor bege que era utilizado pela grife se tornou insuficiente, naquele momento foi decidido o uso da cor icônica laranja, hoje símbolo da marca.

FRANÇA. Paris. 1 de julho de 1986. Jean-Louis Dumas, chefe da Hermès, de 1978 a 2006. Neto de Emile-Maurice, que foi bisneto do fundador Thierry Hermès. Nasceu em 1938 e faleceu em 2010.

Em 1951, falece Emile-Maurice, assumindo o marido de Jacqueline Hermès, a empresa com o perfumista Jean Rene Guerrand, marido de Aline Hermès, ambas são bisnetas do fundador. Em 1978, Jean-Louis Robert Frédéric Dumas assume o grupo até 2006, a ele é creditado por transformar a Hermès em uma marca de luxo global durante os anos de gestão a frente da empresa, sua mãe era uma das quatro filhas de Emile-Maurice, então neto do fundador Thierry Hermès.

Axel Dumas, à esquerda, diretor executivo, e Pierre-Alexis Dumas, diretor artístico da Hermès, na selaria da casa da marca em Paris

Em 2012, membro da sexta geração da família Hermès, Axel Dumas, é nomeado CEO da companhia e permanece na posição até o presente momento, ele é sobrinho do falecido Jean-Louis Dumas. Como diretor artístico da marca e vice-presidente, figura atualmente Pierre-Alexis Dumas, filho de Jean-Louis. Herdeiros de uma fortuna de 30 bilhões de euros formam a terceira família mais rica da França.

O designer japonês Tokujin Yoshioka, criou para a loja Hermès do Japão, em 2010, uma vitrine fantástica usando apenas um lenço e a imagem de uma mulher soprando o mesmo.

Presente em mais de 65 países com 323 lojas que vendem seus artigos e couro, perfumes, bolsas, lenços, roupas, joias, relógios, gravatas, sapatos entre outros produtos. Os produtos de couro representam 30% do faturamento da marca e as roupas 15%.

Fachada da loja Hermès no bairro de Ipanema, Rio de Janeiro.

No Brasil a marca chegou em 2009, com a inauguração de uma luxuosa loja no Shopping Cidade Jardim em São Paulo. Em 2013 o site Etiqueta Única, local de vendas online no Brasil passa a vender Bolsas Hermès usadas e autenticadas. Em 2016, foi a vez da marca desembarcar no Rio de Janeiro, precisamente no bairro de Ipanema. Em 2017, a grife inaugurou sua terceira loja no país, localizada no Shopping Iguatemi em São Paulo.

Gabriela Oliveira
Compartilhe este Post
Os 10 melhores conselhos da  Gisele Bündchen
Post Anterior
Os 10 melhores conselhos da Gisele Bündchen
Onde estudar Fashion Law no Brasil
Próximo Post
Onde estudar Fashion Law no Brasil
Deixe seu comentário